Direito a Voto

O Direito voto, nada mais é que uma forma legal de escolher os representantes políticos dos cidadãos nas legislações, projetos e no comando da cidade, estado, ou país onde se vive. Mas o voto é um direito ou um dever do cidadão? A questão é polêmica e, em muitos casos, pode ser controversa.

direito voto

Em um país democrático, como o Brasil, por exemplo, tem voto obrigatório. E isso não é um fato que vai no sentido contrário de uma democracia? Pois é, a discussão sobre a obrigatoriedade ou não do voto é um assunto que sempre vem à tona em ano de eleições e para se entender melhor,  no Brasil, o voto é facultativo a partir dos 16 anos e obrigatório a partir dos 18 anos.

O direto do voto foi conquistado pelos cidadãos ao longo dos tempos. Atualmente não há distinções de gênero, crença, etnia, religião ou classe social, todos podem exercer seu direito, obrigatoriamente. Mas nem sempre foi assim, já que até o século XIX as mulheres não podiam votar, por exemplo, na maioria dos estados democráticos do mundo. Somente homens adultos podiam votar.

Mas a democracia exige a votação. A participação efetiva da sociedade e das pessoas na vida pública da cidade é exercida, além do voto, com o direito de exigir de seus governantes melhores condições. Além de votar, os cidadãos devem exigir o cumprimento de todas as leis do estado por parte do governo.

Um dos principais marcos da redemocratização e do resgate da cidadania ocorreu com a criação da Constituição de 1988, mas participar ativamente da política pública do país, por exemplo, vai muito além do voto. Para fazer valer o voto efetivamente como direito, e não só como dever, o cidadão deve sempre estar atento e cobra, quando necessário que as promessas feitas por seus representantes durante as campanhas políticas sejam cumpridas.

Lutar contra a corrupção, fiscalizar os governantes e exigir os direitos de cidadão é fazer realmente cumprir seu direito de voto. Portanto, a obrigatoriedade do direito voto pode ser vista de uma forma deturpada, porém o direito vai além do voto. A igualdade, a liberdade de expressão e o livre acesso às informações, seja ela por rádio, TV ou internet, é um direito seu dentro de um estado democrático.

O voto é um direito de todos e a responsabilidade também, sem distinção. Todo cidadão possui as mesmas responsabilidades e deve cobrar da mesma maneira. Um simples forma de ação pessoal e individual ou uma organização, via sindicatos ou instituições, são formas de cobrar transparência. Participando ativamente, o cidadão passa a participar das decisões dos políticos, contestando atitudes deficitárias.

Portanto, percebe-se que direito e dever chega a se confundir. Você tem o dever de votar, mas deve colher os frutos de seu direito. Participar ativamente, cobrar e escolher seu candidato com responsabilidade é fundamental. Exerça seu direito, ele pode fazer toda a diferença! Vote, consciente, com responsabilidade e continue usufruindo do seu direito. O direito voto é importante, mas tem que ser bem utilizado como instrumento democrático para o desenvolvimento de sua cidade, estado ou país.

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *